Login | Cadastre-se

Continbox

Siga nossas redes sociais

BLOG

Roda do Ano: a passagem das estações e suas celebrações

Publicado em: 18/08/2021

Embora seja conhecido como uma tradição pagã, a roda do ano ainda oferece muita influência na cultura moderna.

Essa religião tem como base a conexão com a Natureza, trazendo figuras divinas para a celebração de ritos de passagem anuais.

Mesmo que muitas pessoas não conheçam essa cultura, vale a pena aprender mais sobre como a roda do ano pode influenciar nas nossas vidas, mesmo nos dias atuais.

O que é roda do ano?

roda do ano - Sabbats

Roda do ano é um calendário pagão que traz oito celebrações, denominadas Sabbats. Elas trazem comemorações sobre eventos da Natureza e sobre entidades divinas.

Além disso, a roda do ano representa o ciclo da vida, morte e renascimento, relacionado com o fluxo constante de energia entre as pessoas e o mundo.

Essa cultura estava enraizada nos povos Celtas, e prevalece até hoje em grupos como a religião Wicca, seguida por bruxos modernos.

O tempo não é visto como algo linear, mas circular e cíclico. O calendário está interligado com a movimentação natural, como a posição da Terra.

Quais as etapas da roda do ano?

Os Sabbats ocorrem oito vezes no ano, e recomeçam sempre que a roda do ano se encerra, indicando como a vida é um ciclo infinito. As datas das comemorações variam no hemisfério sul e norte.

São elas:

● Samhain, ou Halloween: 31 de outubro no Norte, 1° de maio no Sul. Celebra a meditação e conexão com os ancestrais.

● Yule, ou Yuletide: 21 ou 22 de dezembro no Norte, 21 de julho no Sul. Solstício de inverno, o renascimento do sol.

● Imbolc, ou Candlemass: 1° ou 2 de fevereiro no Norte, 1° de agosto no Sul. Primeiros sinais da primavera.

● Ostara: 21 ou 22 de março no Norte, 21 ou 22 de setembro no Sul. Equinócio e começo da primavera.

● Beltane, ou May Eve: 30 de abril ou 1° de maio no Norte, 31 de outubro no Sul. Florescimento e conto de fadas.

● Litha: 21 ou 22 de junho no Norte, 21 de dezembro no Sul. Solstício de verão.

● Lughnasadh, ou Lammas: 1° ou 2° de agosto no Norte, 1° de fevereiro no Sul. Colheita dos grãos.

● Mabon, ou Modron: 21 ou 22 de setembro no Norte, 20 de março no Sul. Equinócio de outono, colheita das frutas.

Cada Sabbat se relaciona de uma forma com a natureza, e recomeça ao final da roda do ano.

Como a roda do ano influencia na nossa vida?

Até os dias de hoje, a celebração da roda da vida continua viva, e não apenas nas religiões Wicca.

Por exemplo, as plantações e agricultores ainda se guiam pelos equinócios para colher ou plantar, pois a terra é mais propícia.

Além disso, cada comemoração traz eventos de outras religiões, como o Halloween, popular no exterior, que comemora o dia dos mortos e faz fantasias para se divertir.

A roda do ano está presente em vários cultos, e celebra a conexão dos mundos e a presença da Natureza no clima, no calendário e nas atividades mundanas.

Por isso, vale a pena conhecer mais sobre essa cultura, e ver como ela se manifesta em nosso dia a dia.

 

VOLTAR

TAGS RELACIONADAS:


Comentários

Não houve nenhum comentário sobre este artigo, seja o primeiro a deixar o seu comentário


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notifique-me sobre novos comentários por e-mail.

Notifique-me sobre novas publicações por e-mail.